O impacto do Natal nos e-commerces

Nata e E-commerces. Qual foi o resultado do ano passado e como está previsto para 2015.

O impacto do natal nos e commerces 01

Publicado em 14/03/2015 por

Que as lojas virtuais estão crescendo e despontando cada vez mais no mercado, não é novidade para ninguém. No entanto, as datas comemorativas, como o Natal, estão sendo cada vez mais modificadas por estas novas modalidades de consumo. Trata-se de uma data sazonal excelente para o varejo em geral, para lojas físicas e agora, cada vez mais, para lojas on-line.
Em 2012, por exemplo, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, o Natal movimentou cerca de 3 bilhões de reais. Como é cada vez mais comum, tablets, celulares e outros eletroeletrônicos movimentaram bastante o comércio eletrônico na data. Existe até mesmo uma Cartilha do E-consumidor Brasileiro, criada pela ABComm que ajuda muito nas compras realizadas em e-commerces em datas especiais, para segurança por exemplo.

Para este ano, a ABComm tem novas previsões de faturamento e andamento do comércio eletrônico, onde são esperados cerca de 15 milhões de pedidos por parte de consumidores virtuais. Os itens de moda, eletrônicos e brinquedos devem liderar as buscas e compras, isso pode movimentar, segundo diagnósticos, cerca de 4 bilhões de reais no Natal, somente em e-commerces.
Já a E-bit, empresa especializada em informações de comércio eletrônico, calcula que o faturamento chegue perto dos 5 bilhões de reais na data comemorativa, considerando que parte das compras foram antecipadas na Black Friday, então o cálculo engloba tudo. O crescimento deve ser em torno de 22%, comparado ao ano passado.
Segundo o diretor-executivo da E-bit, Pedro Guasti, o setor tem grande crescimento também por aumento da facilidade de comparações de preços e é aí que entra o papel dos comparadores de preços e buscadores de descontos, quem tem surgindo em maior quantidade a cada ano e ajudam em muito o comércio eletrônico das lojas varejistas.

O crescimento dos e-commerces se deve também, em boa parte, ao aumento de confiança que os consumidores estão adquirindo com o tempo nas lojas virtuais. As lojas também têm se preparado com bastante zelo para receber seus clientes on-line. Os preços estão mais atraentes e os serviços de entrega, por parte dos lojistas, estão funcionando bem melhor que funcionavam um tempo atrás.
É interessante ter em mente então, por parte dos lojistas, algumas técnicas e estratégias que podem ajudar no marketing on-line para o Natal. Algumas dicas práticas são:

- Fidelização de Clientes: os clientes que se fidelizam são os que mais compram nos sites e ajudam em muito a receita final deste. É preciso concentrar esforços em mídias sociais, marketing digital e muito atendimento personalizado aos clientes. Além disso, é importante oferecer cupons para quem retorna ou indica amigos às compras;

- Inbound Marketing: esta técnica consiste na atração de clientes através de conteúdos realmente relevantes, como blogs com guias de compras, vídeos explicativos e matérias úteis. Os clientes normalmente são guiados até páginas de compras por links em conteúdos que se encontram lendo;

- Links Patrocinados: esta promoção de palavras-chaves buscadas ajuda relativamente em taxas de conversão dos sites, além de gerar visitas, não pelo tráfego orgânico, mas visitas com mais intenções de compras.

Até mais!