A história do Dia Internacional da Mulher

Conheça quando essa data foi decretada e os motivos que levaram à ela.

Dia da mulher ok

Publicado em 08/03/2016 por

Atualmente o Dia Internacional da Mulher é um dia de comemorações, em que todas as mulheres recebem “parabéns”, felicitações e algumas são presentadas. Até uma boa parte mercado volta-se para elas. Mas você já parou pra refletir porque esse dia é tão evidente?

O dia 8 de Março nem sempre foi um dia “bonito” assim, na verdade ele já foi palco de greves e repressões, e por isso hoje ele é tão lembrado. Acontece que nesse dia, no ano de 1857, em Nova York, durante o processo de industrialização e expansão econômica, mulheres operárias de uma fábrica de tecido, fizeram uma greve reivindicando melhores condições de trabalho. Elas se manifestaram em busca de redução na carga diária de trabalho (de 16h para 10h), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. Essa greve foi reprimida com total violência. Outro acontecimento que também marcou e contribui para a instituição desse dia, foi um incêndio que ocorreu na Fábrica Têxtil Triangle Shirtwaist, também em Nova York, no dia 25 de março. Segundo relatos algumas operárias foram trancadas vivas, e cerca de 130 delas tiveram seus corpos queimados.

                                                    Operárias da fábrica Triangle Shirtwaist
Operárias da fábrica Triangle Shirtwaist

Depois desses episódios, muitos outros protestos em prol da mulher foram feitos. O primeiro Dia Nacional da Mulher foi celebrado em maio de 1908 nos Estados Unidos, quando cerca de 1500 mulheres aderiram a uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país. Mas apenas em 1910, durante a II Conferência Internacional sobre a Mulher, em Copenhagen, foi decretado oficialmente então o Dia Internacional da Mulher.  O objetivo era honrar as lutas femininas e, assim, obter suporte para instituir o sufrágio universal em diversas nações. 

E assim, cada vez mais, e todos os dias, as mulheres vêm lutando pelos seus direito. Hoje ainda podemos encontrar diversas manifestações a favor das mulheres, mulheres em busca de igualdade, de espaço, de melhores salários, de descriminalização de comportamentos... E hoje, oito de março, é mais que um dia de comemoração, é um dia para refletir, para conhecer, e não diferente dos outros, é um dia de luta. Então, muito mais do que presente, dê respeito, dê voz, dê espaço, dê reconhecimento às mulheres, todos os dias.