Como Foi a Black Friday 2014?

Você conferiu todas as promoções e até realizou compras na Black Friday 2014, agora veja o resumo do evento mais esperado do ano.

Postagens blog2 01

Publicado em 03/12/2014 por

A Black Friday, evento que ocorreu nessa sexta-­feira (dia 28 de novembro), como era de se esperar gerou milhões de visitas para os principais sites de e-commerce do país. As lojas virtuais se prepararam com bastante antecedência para a mega promoção de 2014 e semanas antes começaram a divulgar seus preços promocionais que seriam lançados.

Com tempo cronometrado em relógio, a Black Friday, teve início à meia noite de quinta para sexta e em algumas horas muitos sites ficaram fora do ar, devido ao grande número de acessos por usuários ávidos a comprar! Levando em conta que no ano de 2013 também houve o evento, a Black Friday deste ano gerou um aumento de cerca de 70% a mais de vendas aos comércios eletrônicos. Aponta-se para um faturamento perto de 1 bilhão de reais, sendo que aqui no Brasil a Black Friday é mais forte e ativa para lojas virtuais.
Antes mesmo que a sexta-­feira chegasse, na quinta-­feira, quando muitas lojas anteciparam as promoções, já houve uma superação da mesma data em relação ao ano passado. As vendas ultrapassam 200 milhões. E vale ressaltar que, o tíquete médio de compra pelo consumidor este ano foi de 600 reais, frente aos 355 reais de 2013.

Mas afinal, quais foram os produtos que mais ajudaram neste aumento tão visível em vendas? Bom, a resposta é simples: smartphones, tablets, notebooks, consoles (Xbox e Playstation 4), TVs de última geração da Samsung, e as tecnologias relacionadas lideraram os rankings ao lado dos eletrodomésticos que também despontaram em vendas.

Vale comentar ainda que, neste ano as ofertas (em quantidade) foram também maiores que as do ano de 2013. Porém, nem tantos produtos tiveram descontos acima dos 50%, mas é importante ressaltar que este ano muitos comerciantes online tiveram mais racionalidade na hora de colocar seus preços, onde houve mais descontos reais frente aos lançados no ano passado, mesmo não sendo tão altos.

Contudo, como também se espera, alguns problemas foram registrados nesta Black Friday e devem ser tomados como nota para que não se repitam no próximo ano. Dentre as principais reclamações dos consumidores, que chegaram a 12 mil somente no Reclame Aqui, as que lideraram foram os problemas de acesso aos sites e a ocorrência da maquiagem de preços em certas lojas. Algumas lojas exibiram preços diferentes nas páginas dos produtos e nos carrinhos de compra, além de taxar cobranças absurdas de fretes. Outro ponto importante, e que deve ser muito bem trabalhado no próximo ano de Black Friday, é a grande demora na entrega de produtos comprados nesta promoção, devido à falta de estratégia antecipada e grande problemas com estoques.
Algo que não pode ser desprezado para os comerciantes online em 2015 é o crescimento do acesso às lojas através de celulares e tablets. A era mobile está invadindo a tecnologia e mais do que nunca os e-commerces devem se adaptar para tal, onde os usuários fora dos horários comerciais (período em que estavam trabalhando) acessaram mais os sites de lojas pelos seus celulares.

E, mesmo com tantas críticas, este evento está crescendo no país e tende a superar os erros a cada ano, onde os e-commerces buscarão se adaptar cada vez mais para as demandas de buscas dos usuários e expectativas de preços.
Para 2015 espera-­se que as conversões ultrapassem os 2 bilhões de reais.
O Procon e demais órgãos de fiscalização realizaram vistorias mais intensas este ano e a expectativa é que esta fiscalização aumente ainda mais no próximo. Além de que os comerciantes devem aprender com os próprios erros, se tudo correr bem, o faturamento tende a ser bem maior.

Enfim, apesar de alguns pontos negativos o evento foi um sucesso, beneficiando comerciantes e compradores.

Até mais!

Fontes: IDGNow! | G1 | TechTudo